FESTIVAL CURTA BRASÍLIA


Festival ocupa o Cine Brasília de 17 a 20 de dezembro, com extensa programação e tudo de graça. O evento exibe 122 curtas-metragens, além de realizar oficinas e debates. O cineasta José Eduardo Belmonte é o homenageado da edição. As mostras O Som e o Sentido – Surdocine e Espanha em Curtas estão entres as novidades deste ano, que conta também ações voltadas para música e gastronomia. Chefs brasilienses prepararam cardápios especiais para os food trucks.

A realização de curtas-metragens é etapa fundamental na trajetória de qualquer cineasta. É na produção desses filmes que diretores e equipe aprendem o ofício da sétima arte. Mais do que um exercício de profissão, o curta-metragem é um formato com desafios e características próprias. O festival Curta Brasília tem como objetivo difundir, dar visibilidade e criar público para a produção curta-metragista. Em sua quarta edição, o evento apresenta ao público mais de 122 curtas entre brasileiros e estrangeiros. O festival, que tem patrocínio master da Vivo, ocupa o Cine Brasília entre 17 e 20 de dezembro e, além da exibição de filmes, apresenta em sua programação debates e oficinas.

O conceito do Curta Brasília é norteado pela inovação e pela qualidade da programação, o que atraiu ao festival mais de 20 mil pessoas ao longo das edições anteriores, firmando o evento no calendário cultural da cidade e no circuito nacional de festivais de cinema.

O 4º Curta Brasília tem duas mostras competitivas, uma com 15 videoclipes e outra com 30 curtas brasileiros, dentre muitos inéditos em Brasília e premiados em festivais como Gramado, Cannes e Festival de Brasília. Os curtas em competição foram escolhidos entre 872 inscritos (um número 35% maior que o da 4ª Edição do Festival), vindos de 25 estados e do Distrito Federal. Os vencedores serão indicados por júri oficial e pelo voto popular e receberão R$ 17 mil em prêmios, maior valor do evento até hoje, (R$ 6 mil para cada melhor curta e R$ 2,5 mil para cada videoclipe vencedor).

Quando parei de me preocupar com canalhas - Dir. Tiago Vieira
Quando parei de me preocupar com canalhas – Dir. Tiago Vieira

No elenco dos curtas estão nomes conhecidos, como Matheus Nachtergaele, Gero Camilo, Rosanne Mulholland, Murilo Grossi, Andrade Jr, Paulo Miklos, Otto e participações de Laerte, Tom Zé, Selton Mello, dentre outros. A mostra de videoclipes conta com músicas de grandes artistas brasileiros contemporâneos, como Bnegão, Céu, Marcelo Jeneci, Ana Cañas e a banda O Terno.

Entre as novidades do 4º Curta Brasília estão as mostras, fora de competição, Espanha em curtas e Surdocine – O som e o sentido. A primeira amplia o alcance do festival para a atual produção europeia de curtas, com um panorama que traz os destaques de edições recentes do Notodofilmfest, renomado evento espanhol de curtas-metragens. A segunda, com produções brasileiras que abordam a cultura surda (com legendas em português e falados em Libras), é um convite para a quebra de paradigmas, para surdos e ouvintes. Após a sessão, debate em Libras, apresentação do grupo Surdodum, exposição do projeto Surdofoto e feira com a loja Libras Mundo.

As outras mostras hors concours são: Provocações (LGBT), À Francesa – Descobrir outro lugar (documentários franceses em animação), Prêmio Alemão de Curtas e a mostra em homenagem ao diretor José Eduardo Belmonte, com seis curtas do cineasta. Um dos curtas da Mostra Calanguinho (infantil) receberá o Troféu Direitos da Infância, concedido pelo Instituto Sabin, e escolhido pelo voto das crianças presentes na sessão.

Parceira do Curta Brasília desde 2013, a Embaixada da França escolherá, por meio de comissão, um filme da mostra competitiva para receber o prêmio Cine França Brasil, um intercâmbio para representante do filme premiado em festival francês em 2016.

Pelo segundo ano consecutivo, o festival amplia seu alcance com dois projetos itinerantes. O Cinesolar é um cinema sobre rodas abastecido pela energia do Sol. As sessões serão realizadas no Varjão (19/12). Atividade que antecipa o festival, entre 24 de novembro e 6 de dezembro, o Curta Brasília nos Cineclubes fornece uma programação com 25 curtas (distribuídos em oito programas) para mais de 30 sessões em cineclubes do Distrito Federal.

Vagabunda de meia tigela - Dir. Otavio Chamorro
Vagabunda de meia tigela – Dir. Otavio Chamorro

Entre 14 e 18 de dezembro, serão realizadas duas oficinas gratuitas, uma sobre a linguagem e a produção de videoclipes, com o produtor audiovisual Renan Costa Lima, diretor de clipes de Siba, Céu, Cidadão Instigado, entre outros; e uma oficina sobre vídeo mapping, com Bruno Caramori, o VJ Boca, pioneiro desta linguagem no DF.

Os debates Café com ressaca e Uma cerveja antes do almoço convidam o público e os profissionais do cinema para debater assuntos da cadeia produtiva do audiovisual. O debate Música na tela: videoclipe em debate contará com participação de Rodrigo Lariú (midsummer madness/PlayTV), Cristiano Bastos (revista Rolling Stone), o músico André Gonzales (Móveis Coloniais de Acaju) e os diretores Renan Costa Lima, Pedro Jorge, Cícero Fraga e José Eduardo Belmonte.

O DVD Brasília Instrumental, com performances de Junior Ferreira e Victor Angeleas (duo de acordeom e bandolim), Worsa (rock experimental) e Patubatê (percussão), será lançado em 19 de dezembro.

Durante o período de ocupação, o Cine Brasília, a mais nobre sala de projeção da capital federal, ganha a cara do Curta Brasília, com cenografia especial e área de alimentação com food trucks (com cardápio especial elaborado pelos chefs a partir da ação Fome de Cinema, que propõem pratos inspirados nas mostras do festival), som por conta do DJ Rodrigo Barata (Criolina) e feira Pop Up, parceria com o Limonada Project, com venda de roupas, acessórios e objetos de design produzidos por artistas e designers brasilienses.

Segundo a diretora de Gestão Responsável e Sustentável da Telefônica Vivo, Heloísa Genish, a empresa acredita na importância de apoiar projetos culturais, como o 4º Curta Brasília. “Podemos fazer a diferença participando de projetos culturais de relevância para a sociedade, o que nos aproxima de nossos clientes, estando presente onde o nosso público está”, ressalta. Saiba mais sobre os projetos apoiados pela Telefônica Vivo no www.vivotransforma.com.br.

No devagar depressa dos tempos - Dir. Eliza Capai
No devagar depressa dos tempos – Dir. Eliza Capai

O 4º Curta Brasília é uma realização da Sétima Produções Culturais, com idealização e coordenação de Ana Arruda Neiva e Alexandre Costa. A Sétima Produções é empresa referência no mercado criativo de Brasília, com projetos e eventos de cinema que dialogam com outras artes e tendências do cenário cultural nacional e internacional. A produtora fez a produção local de mais de 20 mostras de cinema e diversos projetos culturais, como a coordenação local do Cinefoot Tour Brasília – Festival de Cinema de Futebol (2013 e 2014); produção local das mostras (no CCBB) Easy riders, Downtown NY, Ingmar Bergman, El deseo: O cinema de Almodóvar, dentre outras. www.setimacinema.com.br

Apresentação: Vivo. Patrocínio: Secretaria de Cultura e Governo de Brasília; Petrobras e Governo Federal. Copatrocínio: Shopping Conjunto Nacional, Instituto Sabin, Embaixada da França, Institut Français e Cinemateca da Embaixada da França. Apoio cultural: Sesc, Embaixada da Espanha, Notodofilmfest e Naturetto. Apoio: ABCV, Allia Hotel, Alltech, Audiovic, APP – Associação de Profissionais de Propaganda do DF, Brazucah, Cinememória, Criolina, Cult Vídeo, Espaço Cult, Hiperespaço, Jams Studio, Paradiso Cine Bar, Mood, UnBTV, Entrequadra/ O Novo Estúdio de Brasília, La Ursa, Limonada Project, AG Kurzfilm, German Films, Embaixada da Alemanha, OZI, Rádio Cultura FM, Surdofoto e UCDF – União dos Cineclubes do DF. Este é um evento realizado através da Lei de Incentivo à Cultura.

4º CURTA BRASÍLIA

De 17 a 20 de dezembro, no Cine Brasília (EQS 106/107). Entrada franca. Confira programação, sinopses e classificação indicativa de cada filme no site www.curtabrasilia.com.br.

 

PROGRAMAÇÃO – Cine Brasília

17 de dezembro (quinta-feira)
19h: Abertura
20h: Mostra Competitiva – Programa 1
21h45: Mostra competitiva – Programa 2

18 de dezembro (sexta-feira)
17h: Mostra homenagem José Eduardo Belmonte
19h: Mostra competitiva – Programa 3
21h: Mostra competitiva – Programa 4

19 de dezembro (sábado)
10h: Mostra O som e o sentido – Surdocine
10h: Café com ressaca (debate)
14h30: Lançamento do DVD Brasília Instrumental
15h: Mostra Prêmio Alemão de Curtas
15h: Música na tela: videoclipe em debate
17h: Decibéis – Mostra competitiva de videoclipes
19h: Mostra competitiva – Programa 5
21h: Mostra competitiva – Programa 6

20 de dezembro (domingo)
10h30: Calanguinho – Mostra infantil
11h: Uma cerveja antes do almoço (debate)
15h: Mostra Espanha em curtas – Panorama Notodofilmfest
17h: Mostra à Francesa – Descobrir outro lugar
19h: Mostra Provocações
21h: Premiação

OUTRAS ATIVIDADES

Cinesolar: Varjão (19/12)
Curta Brasília nos cineclubes: entre 24 de novembro e 6 de dezembro

OFICINAS

Vídeo mapping: de 14 a 16 de dezembro
Informações: www.curtabrasilia.com.br.
Videoclipe: 17 e 18 de dezembro, no Espaço Cult (215 Sul).
Informações: www.curtabrasilia.com.br.

Anterior TIM MUSIC NA ESTRADA
Próximo GATOS FAZEM SUCESSO NA CIDADE