SALÃO DO ARTESANATO


Durante cinco dias, a imensa área de 35 mil metros quadrados do Pavilhão Expobrasília do Parque da Cidade acolherá a mais nova edição da grande festa anual do artesão brasileiro. É o 8º SALÃO DO ARTESANATO, realizado pela Rome Eventos. A iniciativa tem o trunfo de ser o único evento realizado em Brasília a contar com apoio e participação do Programa do Artesanato Brasileiro – PAB, da Secretaria da Micro e Pequena Empresa da Presidência da República, o que garante a presença de artesãos de todo o País. O 8º SALÃO DO ARTESANATO acontece de 4 a 8 de novembro, de quarta a sexta, das 16h às 22h; sábado e domingo, das 10h às 22h. Entrada franca.

O SALÃO DO ARTESANATO foi concebido para ser um espaço destinado à difusão e ao intercâmbio de diferentes culturas, à comercialização de produtos artesanais e à troca de conhecimentos. Nos cinco dias do evento, o público tem oportunidade de conhecer peças criadas com distintos materiais e técnicas, como cerâmica, madeira, fibras naturais, tecidos, materiais reciclados, vidro e muito mais. O artesanato brasileiro está entre os mais ricos do mundo e garante o sustento de famílias e até de comunidades inteiras.

Este ano, o SALÃO DO ARTESANATO vem com mais de 200 estandes e trabalhos de cerca de 1.500 artesãos de todos os cantos do Brasil. Através do PAB, estão garantidas presenças de artistas de 20 estados brasileiros – Acre, Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins. Cada estande apresentará o trabalho de artesãos e/ou cooperativas, compondo um amplo painel da diversidade, da qualidade e da sofisticação do artesanato brasileiro. Como destaque, o estado da Paraíba, homenageado do ano pelo evento, que terá um estande especial. Também na área do PAB, haverá um espaço para a venda de produtos alimentícios típicos, com a participação de sete estados e três praças onde mestres artesãos demonstrarão ao vivo como fazem seu trabalho.

Todas as regiões brasileiras estarão representadas através de alguns de seus mais celebrados produtos. De Minas serão peças em cerâmica, bordados e cachaças; do Nordeste virão rendas, bordados e bolsas de couro; de outros estados do Sudeste, tapetes, peças de crochê e assim por diante. Como participação especial, estandes de países como Índia, Indonésia, Síria, Senegal e Turquia e além da deliciosa paleta mexicana.

O 8º SALÃO DO ARTESANATO tem o patrocínio do SEBRAE NACIONAL, que contará com representações do SEBRAE-DF, SEBRAE Tocantins, SEBRAE Minas e SEBRAE Pernambuco e também da PETROBRAS, que apoia vários projetos relacionados ao artesanato em todo o Brasil.

DESTAQUES

ATELIÊ DO ARTESÃO – A cada ano o evento dá destaque a um artesão do DF, que tem um espaço dedicado a mostrar suas técnicas, expor e comercializar suas peças e ainda oferecer oficinas para o público visitante. Nesta edição, o convidado é Tião Piauí, conhecido dos brasilienses pelo trabalho que desenvolve de cestarias, móveis e mandalas confeccionadas em madeira, capim de Taboa e Carnaúba e Palha da Costa – a matéria-prima é enviada por uma cooperativa do Piauí, formada por 64 famílias.

OFICINAS – Serão coordenadas pelo SESC-DF, que oferecerá diariamente aulas de variadas técnicas e materiais para o público visitante. De maneira simples e com poucos recursos será possível até para leigos aprender a fazer enfeites, bijouterias, acessórios e utilitários de forma divertida e prática.

SHOWS – Quatro grandes shows, realizados nas noites de quarta, quinta, sexta e sábado, trarão o talento da cantora e compositora paulista Tiê, da sambista baiana Ju Moraes, da cantora e compositora carioca Monique Kessous e do cantor e compositor maranhense/brasiliense Fellipe Salles. Os shows começam sempre às 21h.

ESPAÇO GOURMET – Uma das novidades do evento este ano é uma área cenográfica com a participação de cachaçarias, vinícolas e docerias. Neste espaço estarão as cachaçarias Água Doce e Sagatiba, os espumante e sucos da Casa Valduga, risoteria e doces gourmets.

PROJETO ROME CIDADANIA – Consciente de sua responsabilidade social, a Rome Eventos todos os anos monta espaços destinados a entidades sociais que tem no artesanato uma forma de terapia ocupacional e também de geração de renda. Essas entidades recebem os espaços montados com toda a estrutura necessária para expor e comercializar seus produtos, além de poder divulgar ao público as ações que desenvolvem. Este ano participarão o Lar dos Velhinhos Bezerra de Menezes, a ONG Concretamente Brasília e a ONG Vida Positiva.

HOMENAGEM À PARAÍBA

Marcada pela tradição e a criatividade da cultura popular, a produção artesanal paraibana ganhará destaque no 8º SALÃO DO ARTESANATO. Trabalhos de artesãos de vários municípios paraibanos serão representados nas tipologias cerâmica, couro, madeira, fibra, renda renascença, tecelagem, fios, metal e o algodão natural colorido genuinamente paraibano.

Estarão presentes, no estande da Paraíba, os mestres paraibanos Antônia Mendonça (labirinteira), Sérgio Teófilo (quilombola da argila negra) e Lindalva Maria Andrade Nery (das tradicionais bruxinhas de pano).

Além do artesanato, também serão expostos acessórios, roupas e a gastronomia como a cachaça e a cocada na quenga. A participação da equipe paraibana faz parte do Programa de Artesanato da Paraíba (PAP), coordenado pela gestora pública Lu Maia. A participação da Paraíba, como estado homenageado , é uma realização do Governo da Paraíba e apoio do SEBRAE PB e Rome Eventos.

SERVIÇO

Data: 4 a 8 de novembro de 2015
Local: Pavilhão Expobrasília do Parque da Cidade
Horário: de quarta a sexta, das 16h às 22h; sábado e domingo, das 10h às 22h
ENTRADA FRANCA
Mais informações: www.salaodoartesanato.com.br
www.rome.com.br

SHOWS MUSICAIS

PROGRAMAÇÃO
DIA 4\11 – Tiê
DIA 5\11 – Ju Moraes
DIA 6\11 – Monique Kessous
DIA 7\11 – Fellipe Salles

OS ARTISTAS

TIÊ
Considerada nome de ponta da chamada “nova geração paulista”, é conhecida pelo tom doce e aveludado da voz e pela linguagem direta, confessional. Tiê Gasparinetti Biral nasceu na cidade de São Paulo em 17 de março de 1980 e iniciou sua carreira na música nos palcos da noite paulistana. Também estudou canto em Nova Iorque. A primeira grande experiência aconteceu quando excursionou pelo Brasil e pela Europa como integrante da banda do cantor Toquinho. Em 2008, Tiê gravou um EP com quatro músicas em parceria com o tecladista Dudu Tsuda (Pato Fu, Jumbo Elektro, Cérebro Eletrônico). No ano seguinte saiu seu primeiro álbum, ‘Sweet Jardim’. Seu pop-folk foi bem recebido pela crítica. O segundo álbum, ‘A Coruja e o Coração’, lançado em 2011, contou com as participações de Thiago Pethit, Jorge Drexler, Marcelo Jeneci, Tulipa Ruiz e Hélio Flanders (Vanguart). Em 2014, Tiê lançou seu terceiro disco, ‘Esmeraldas’, apontado pela crítica como um trabalho mais elaborado, com influências do pop e do jazz.

JU MORAES
Morena de olhos verdes, dona uma bela e enérgica voz e um sorriso cativante. A baiana Ju Moraes encantou os brasileiros de norte a sul, cantando versões emocionantes de clássicos do cancioneiro popular durante o The Voice Brasil, exibido pela TV Globo em 2012, primeira edição do reality. Mas essa foi apenas uma das páginas da história de Juliana Moraes, que embora seja formada em Direito e devidamente registrada na Ordem dos Advogados do Brasil, nunca deixou de lado sua paixão pela música, mesmo nos tempos de faculdade. Após o programa, Ju conseguiu trilhar grandes passos na carreira. Em parceria com o multi-instrumentista Mikael Mutti, gravou o primeiro CD-DVD, “Em Cada Canto Um Samba”, que foi lançado em 2014, com 10 faixas, incluindo o primeiro single da cantora, “Na Palma da Mão”. Para divulgar o disco (gravado inteiramente fora de estúdio, com uma linguagem inovadora), Ju Moraes fez shows especiais em cidades como São Paulo, Salvador e Recife.

MONIQUE KESSOUS
Considerada um dos maiores talentos de sua geração, a artista já coleciona pérolas compostas por ela, como “Frio”, “Pitangueira” e “Calma aí”. E seu primeiro single – “Meu papo é reto”, parceria com Chico César – já roda nas rádios de todo o país. Aos nove anos, Monique fez sua primeira apresentação, quando participou de um Festival de Música representando o seu colégio, à frente de um coral de 40 crianças. Na adolescência estudou canto lírico e popular, piano, aprendeu a tocar violão com seu irmão Denny Kessous e começou a compor. Decidida a seguir carreira musical, fez seu primeiro show em 2001, no Teatro Ipanema, onde pela primeira vez mostrou suas composições. 2014 foi um ano de produção do seu terceiro álbum, “Dentro de mim cabe o mundo”. Antes mesmo de o disco ser lançado, a música “Volte para mim” já fazia parte da trilha da novela “Geração Brasil”. Para o show do dia 06, Monique promete canções dos três CDs já lançados por ela, além de algumas versões, como o irreverente pout pourri “Resposta” (Maysa), com “Beijinho no ombro” (Valeska Popozuda) e canções inusitadas do cancioneiro brasileiro, como “Love try and die” (Gal Costa, Lanny Gordin e Jards macalé). A artista, que assina a direção musical com o irmão Denny Kessous, subirá ao palco acompanhada pelos músicos Denny Kessous (guitarras e teclado), João Arruda (guitarra), Vini Lobo (baixo), Bicudo (bateria) e Júnior Moraes (percussão e programações). A própria Monique tocará violão, guitarra, autoharp, teclado e programações.

FELLIPE SALLES
Nascido em Presidente Dutra/MA, em 1° de março de 1991, aos três anos de idade, Fellipe já demonstrava interesse pela música, participando de shows de calouros. Aos cinco anos, vivendo na cidade de Caldas Novas/GO, aprendeu a tocar as primeiras modas de sertanejo. Aos 11, já cantava em bares e nos ônibus turísticos da cidade. Em 2007, com o objetivo de estudar, muda-se com a família para Sobradinho/DF, onde cursa Arquitetura. Mas a música fala mais alto e o artista segue compondo e se apresentado. Atualmente, tem dois CDs gravados e uma indicação ao Grammy Latino na categoria melhor composição de 2013, com “Vem me completar”, música interpretada por artista Eduardo Costa. Com a parte sertaneja do programa de shows do SALÃO, Fellipe interpretará canções que prometem tocar o coração.

Anterior MIOPIA AFETA 25% DO MUNDO
Próximo ZICO DESISTE DE CANDIDATURA