ASSISTA VIDEOCLIPE POLÊMICO


Romanelli lança videoclipe polêmico de “Anomalous”, como crítica ao conservadorismo da arte e sociedade

Sergio Romanelli, artisticamente conhecido apenas como Romanelli, lançou no início de Junho, durante a Semana de Literatura da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), o videoclipe do single “Anomalous”, que está entre as nove canções do CD do artista.

Italiano radicado no Brasil, Romanelli traz consigo uma veia artística desde muito pequeno quando, ainda na Itália, praticou dança, teatro e, claro, aprimorou sua paixão pela música. “Eu sempre fui artista, se entendermos isso como um alguém interessados pelas artes, um criativo. Desde criança tenho uma atração pela beleza e suas expressões, sem preferências, como a dança, teatro, cinema, música, literatura, poesia e etc. Sempre tive aptidões artísticas, pintava muito bem, dançava bem, cantei desde muito cedo. A música sempre esteve muito presente na minha vida e, até por isso, estudei flauta, canto lírico e cantei em alguns corais”, conta.

Romanelli é professor doutor de língua e literatura italiana na UFSC e, sobretudo, um anômalo que não aceita fascismos e narcisismos de nenhuma espécie. Há 20 anos no Brasil, tendo passado antes pela Bahia e São Paulo, o “artista intelectual” – como ele mesmo se denomina -, decidiu entrar definitivamente para a música em 2014. “Naquele ano eu voltei a estudar canto e integrei, como vocalista, a banda de rock alternativo Vita Balera, integrada também por Cassiano Fagundes e o argentino Jeronimo Gonzalez. Simultaneamente comecei a compor minhas próprias músicas e me dei conta de que realmente poderia fazer isso de uma maneira mais profissional”.

O Projeto Anomalous, que dá nome ao single do clipe e ao CD é, na verdade, um conceito. Enquanto vocalista da Vita Balera, Romanelli deu início ao desenvolvimento de ideias mais particulares, que permitissem ao artista veicular determinados conceitos, pensamentos e estéticas de acordo com a sua visão e sentimento pessoal e artístico. “Comecei a escrever um material meu, realizando várias demos e, então, percebi que todas as músicas tinham um denominador comum: falavam de alguma anomalia, de alguma anormalidade. Foi aí que resolvi fazer disso um concept álbum contra a ditadura da normalidade, contra a imposição da normalidade, contra qualquer estereótipo e limitação da liberdade”.

As diárias de gravação do videoclipe de “Anomalous”, dirigido e pós produzido por Antonio Rossa, aconteceram, predominantemente, no setor de artes cênicas da UFSC, além de espaços externos. Segundo Romanelli, a intenção do vídeo é impactar, criticar e mexer com o imaginário das pessoas. Para alguns pode, inclusive, soar como algo agressivo, mas indiscutivelmente belo em sua composição artística. “A gravação do video de Anomalous foi o que podemos chamar de uma verdadeira experiência. Escolhi uma equipe de amigos e profissionais excelentes e que se entusiasmaram pelo projeto, pelo conceito que estava por trás da música e todos se entregaram completamente. A tensão e a dramaticidade da música foi palpável durante as gravações e todo mundo ficou envolvido e afetado pelo motivo que perpassa o projeto. E isso contribuiu ainda mais para a estética do vídeo, que está sensacional”, comenta.

O CD, composto por nove canções, sendo cinco em inglês, duas em português e duas em italiano, expõe em cada música uma anomalia, algum desvio do padrão pré-determinado pela sociedade para o sexo, o amor, a política e a religião.

O projeto Anomalous estará disponível para audição em todas as plataformas digitais a partir do dia 29 de junho. Já o videoclipe pode ser visto no canal oficial do artista no YouTube (www.youtube.com/watch?v=lJU1qHYuDTA) e também na fanpage oficial (facebook.com/romanellioficial).

Anterior SI BOBIÁ A GENTE PIMBA
Próximo BATMAN VS. SUPERMAN NO NOW