BRASIL TERÁ 148 MILHÕES EM 2019


Brasil terá 148 milhões de assinantes de internet móvel em 2019. Pesquisa da PwC revela dados sobre gastos com acesso à Internet no país, que hoje ocupa o oitavo lugar no ranking mundial. Em cinco anos, a receita com assinatura da modalidade móvel vai representar 70% do mercado

A nação está mais conectada e os gastos com internet móvel tendem a ultrapassar os da fixa ainda em 2015, sendo duas vezes maior nos próximos cinco anos. Estas afirmações são resultado da pesquisa Global Entertainment and Media Outlook 2015 – 2019 da PwC, que analisa 13 segmentos do setor, entre eles o de telecomunicações.

De acordo com a pesquisa, os indicadores são otimistas. Os gastos com acesso à internet no país devem alcançar US$ 29 bilhões em 2019, com crescimento médio de 17,1% ao ano. O número de assinantes de internet móvel também vai crescer significativamente, alcançando 148,2 milhões no final de 2019. Na E&M Outlook, o acesso à internet é composto pelo valor gasto pelo consumidor com a assinatura do serviço de banda larga fixa ou móvel, podendo ser de uso residencial ou comercial. É considerado um gasto digital.

A pesquisa faz um comparativo entre os gastos com entretenimento e mídia. Em 2014, o consumo de produtos do setor foi responsável por 38% da receita, seguido da publicidade (32%) e do acesso à Internet (30%). A tendência, em 2019, é que este último ocupe a primeira posição com 41%. Publicidade e consumo teriam, respectivamente, 29% e 30%.

“O crescimento da internet acontece devido a alguns fatores, mas a contínua inclusão das classes emergentes e o investimento em infraestrutura são os mais importantes para esse resultado”, explica Marcelo Ribeiro, gerente sênior da PwC Brasil e especialista em telecomunicações.

Em 2014, a penetração de smartphones no Brasil era de 35% do mercado. Para 2019, a PwC projeta que essa taxa será de 63%. “Hoje, podemos dizer que internet móvel representa 48% da receita de acesso no Brasil. Daqui a cinco anos, ela chegará a 70%. Ou seja, enquanto a receita de internet fixa terá um crescimento médio de 5,6%, a móvel registrará 26.3%”, destaca o gerente sênior. De acordo com a consultoria, o Brasil, que ocupa o 8º lugar no ranking em gastos com acesso à internet, conquistará a quarta posição em cinco anos.

Metodologia – Em sua 16º edição, o levantamento avalia os gastos dos consumidores e investimentos com publicidade em 54 países. A análise foi realizada em 13 segmentos do entretenimento, que inclui TV aberta e fechada, revistas, jornais, internet, música, outdoor, cinema, games, entre outros. Caso tenha interesse em mais informações do levantamento ou em dados específicos de algum segmento que a pesquisa abrange, entre em contato conosco.

Para obter mais dados sobre a pesquisa ou aprofundar o conhecimento em algum segmento específico, acesse o hotsite da pesquisa www.pwc.com.br/outlook ou entre em contato conosco.

portal_aqui_tem_internet_movel_02

Da Redação | Foto John Download
Sugestões portalaquitem@gmail.com

Anterior CLIQUES DO MUNDO EM BRASÍLIA
Próximo ARTE URBANA EM TRÂNSITO