DF: REGULAMENTAÇÃO DOS FOOD TRUCKS COMPLETA 2 ANOS


Geléia Food Truck
Geléia Food Truck | Foto: Divulgação

Regularizados, os caminhões gourmet (food trucks) fazem sucesso entre os brasilienses

Nem só de funcionalismo público sobrevive a capital federal. Brasília tem muita gente empreendedora e que está apostando em áreas que estão se tornando tendências de negócios. Empreendedores aproveitam características próprias da cidade para investir em nichos em ascensão, assim como os food trucks, que no dia (21) completa dois anos da regulamentação da Lei nº 5.627, que regulariza os caminhões gastronômicos no DF.

Verdadeira febre pelas ruas da cidade e com uma proposta de uma culinária com toques gourmet, eles ocupam os espaços livres da cidade movimentam as ruas e a economia do DF. O dono de um dos maiores food trucks da cidade Alexandre de Sousa Santos, por trás das marcas: “Geléia Burger” e “O Concorrente”, acredita na causa por experiência própria.

Ele observou os resultados satisfatórios da sua lanchonete e decidiu expandir, montado quatro caminhões conhecidos como: Geléia Food Truck. Inaugurados em 2015, à época na briga pela regularização, o projeto foi um dos pioneiros e deu tão certo, que tornaram-se referência no segmento. “Observamos que o brasiliense gosta de comer bem, mas, muitas vezes, quer algo mais rápido, e perto de casa. Então, conseguimos oferecer um bom produto a um preço bastante acessível”.

Ele completa ainda que, apesar de ser na rua, é preciso ter atenção antes de pensar em abrir um food truck. “É preciso se atentar às normas de higiene, às legislações trabalhistas, de trânsito, ocupação dos espaços públicos etc. Sem contar que temos impostos a pagar, como qualquer outro estabelecimento”.

Regularização

Com o decreto assinado pelo governador Rodrigo Rollemberg, a Lei dos Food Trucks, de 15 de março de 2016, foi regulamentada no dia 21 de dezembro do mesmo ano. O texto prevê regras para os empresários rodarem pelo DF, entre elas: área máxima de ocupação, que não pode ultrapassar 40 metros quadrados contíguos, incluindo um espaço para mesas e cadeiras.

Os trucks também precisam de uma autorização para utilizar o espaço público e, ainda, para sair da informalidade, os empresários devem ter CNPJ ou serem microempreendedores – se estiverem enquadrados na categoria.

Geléia Food Truck
Geléia Food Truck | Foto: Divulgação
Anterior Proposição acaba com prazo do vale transporte
Próximo BEER CLUB RECEBE SHOWS PARA AGITAR A SEMANA BRASILIENSE