ECO RESORT SUSTENTÁVEL


Eco Resort sustentável chega a Pirenópolis reunindo conforto e sintonia com a natureza

Pioneira na cidade, a Pousada Quinta Santa Bárbara passa por reestruturação para dar vida ao projeto do Eco Resort, respeitando o meio ambiente, a cultura local e o conjunto arquitetônico.

Uma das cidades mais visitadas e apreciadas pelos brasilienses, Pirenópolis é conhecida por reunir natureza, arquitetura histórica e gastronomia de qualidade no mesmo lugar. A pousada Quinta Santa Bárbara, inaugurada no centro histórico da cidade durante os anos 80, logo se tornou um ponto cobiçado por turistas, graças a sua área de lazer completa e restaurante em meio à vegetação. Em maio de 2015, o estabelecimento teve as suas atividades interrompidas para dar espaço a um novo projeto, o Eco Resort Quinta Santa Bárbara.

Com pré-lançamento previsto para amanhã, 23 de junho, com a abertura da sala de vendas na Rua do Bonfim, no centro de Pirenópolis, o conceito e o projeto arquitetônico do Quinta Santa Bárbara Eco Resort foram desenvolvidos pela BSA – Brasília Studio Associados, respeitando as exigências do Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (Iphan).

O Quinta Santa Bárbara Eco Resort é uma realização das empresas B3 Incorporadora e Construtora, Quintas Empreendimentos Turísticos LTDA, JVG Investimentos, Procen Engenharia e New Time Administração e Marketing. O grupo empreendedor acumula mais de 30 anos de experiência em empreendimentos de lazer, incorporação e obras de infraestrutura.

O projeto promete valorizar o conjunto arquitetônico da cidade, bem como suas belezas naturais. Em um terreno de 60 mil m², onde apenas 10% de sua área total será ocupada por construções e, com 72% de área permeável, 30 mil m² serão destinados à vegetação, incluindo uma área de preservação permanente (APP). Os apartamentos, de um ou dois quartos, terão o charme da arquitetura colonial, característica de Pirenópolis, com alguns elementos contemporâneos. Além disso, os trabalhos produzidos por artesãos locais serão utilizados na decoração do Eco Resort, tanto em áreas comuns quanto no interior dos apartamentos.

“Desde o início, pensamos nesse projeto como um resultado que mantivesse completa harmonia com a história, cultura e arquitetura da cidade”, ressalta a arquiteta Juliana Mesquita, responsável pelo projeto de arquitetura do Eco Resort Quinta Santa Bárbara e diretora da BSA. “Queremos que as pessoas ainda se sintam a rusticidade de Pirenópolis, com mais conforto e opções de lazer voltadas, principalmente, para a família”, conclui.

A construção e a administração do projeto seguem princípios de sustentabilidade que dizem respeito à preservação ambiental, respeito aos valores da comunidade e estímulo à economia local. O empreendimento também desenvolverá sistemas para aproveitamento de águas, uso de energia solar e tratamento de 100% do esgoto, além de oferecer um trabalho de educação ambiental para crianças carentes e suas famílias, possibilitando a produção de mudas que serão usadas para o reflorestamento de, aproximadamente, 25 mil m².

A preocupação dos empreendedores com as riquezas naturais da cidade é visível até no acesso ao Eco Resort. “Teremos três acessos alternativos, estimulando os hóspedes a chegarem por caminhos que não dependam exclusivamente do centro histórico”, explica Mesquita. “Isso reduzirá os impactos no trânsito local e incentivará os passeios a pé, diminuindo os níveis de gases poluentes no ambiente”, completa a empresária.

Além de contar com a proximidade das áreas gastronômicas e de compras, os hóspedes do Eco Resort Quinta Santa Bárbara terão direito a uma estrutura de lazer completa, que inclui praça de eventos, redários, piscinas aquecidas adulto e infantil, piscina de hidromassagem, piscina com toboágua, playground, brinquedoteca, quadra poliesportiva, fitness, salão de jogos, sauna, pista de caminhada, lago contemplativo, restaurante e salão de eventos.

A administração hoteleira do Quinta Santa Bárbara Eco Resort ficará a cargo da B3 Hotels – empresa brasiliense, com cases de sucessos em Brasília e Caldas Novas, e com projetos em estudos e andamento nas cidades de Campos do Jordão-SP e Barretos-SP. O novo empreendimento, que tem a cara de Pirenópolis, também será associado à RCI – empresa líder mundial em intercâmbio de férias e que integra o grupo Wyndham Worldwide, uma das maiores empresas do mundo na indústria de hospitalidade.

As obras de infraestrutura do terreno serão iniciadas em julho/16 e as obras das edificações estão previstas para começar em 2017. A expectativa é que, durante as obras, cerca de 130 pessoas sejam contratadas, de forma direta ou indireta. Quando entrar em operação, o empreendimento deve gerar mais de 100 empregos formais, entre diretos e indiretos. O início das operações está previsto para 2020.

Da Redação | Foto Divulgação
Sugestões portalaquitem@gmail.com

Anterior PARA HOMENS MAIS BEM-SUCEDIDOS
Próximo A ERA DO GELO 5 NO MCDONALD'S