EVENTO SOBRE AVC NO PIER 21


Hospital Brasília realiza evento gratuito sobre AVC no Shopping Pier 21. A programação conta com bate-papo com neurologistas do Hospital Brasília oficinas de Yoga, culinária saudável e espaços de massagem

Nos dias 29 e 30 de outubro, o Hospital Brasília e a Brasília Neuro Clínica realizarão o evento em referência ao Dia Mundial de Combate ao AVC (29/10). Com o tema: “AVC tem tratamento”, serão realizadas uma série de atividades gratuitas para a comunidade no Shopping Pier 21.

A campanha é promovida pela World Stroke Organization (WSO) e apoiada pela Academia Brasileira de Neurologia, pela Sociedade Brasileira de Doenças Cerebrovasculares, pela Rede Brasil AVC e pela Associação Brasil AVC.

O objetivo do evento no DF é conscientizar a população sobre a doença. “O AVC pode acontecer com qualquer pessoa, de qualquer idade, e é preciso que elas saibam identificar os sintomas e buscar o atendimento médico de emergência”, explica Letícia Rebello, neurologista vascular do Hospital Brasília.

Na programação estão previstos bate-papo com as neurologistas especialistas em AVC do Hospital Brasília, Letícia Rebello e Márcia Neiva, oficinas de Yoga e de culinária saudável e espaços de massagem. Todas as atividades são gratuitas e acontecerão das 13 às 18h.

No Espaço Chill Out, serão realizadas massagens expressas – 15 minutos, na cadeira, por massoterapeutas portadores de deficiência visual.

Nas Oficinas “Cozinha com Saúde”, para até 50 participantes, serão produzidas, três receitas (entrada, prato principal e sobremesa) com alimentos saudáveis e preventivos a doenças cardiovasculares. A ideia é fazer com que os participantes coloquem a mão na massa, tudo de uma forma bem descontraída. Depois haverá degustação das receitas preparadas. Além disso, teremos oficinas de Yoga para até 50 participantes.

AVC tem tratamento

O Acidente Vascular Cerebral (AVC), conhecido popularmente como “derrame”, é a doença que mais causa mortes no Brasil, chegando a provocar mais de 100 mortes por ano, além de ser a maior causadora de incapacidade do mundo. Cerca de 50% dos que sobrevivem à doença acabam por desenvolver sequelas. Ainda há pouca informação no país sobre os sinais e sintomas do AVC e seu tratamento, o que justifica essa grande letalidade.

A doença consiste na obstrução de um vaso sanguíneo dentro da cabeça. Segundo Letícia Rebello, neurologista do Hospital de Brasília, em 90% dos casos, o AVC poderia ser evitado. Colesterol, pressão alta, diabetes, fumo e arritmias cardíacas são fatores que elevam a chance de se ter a doença, e todos eles podem ser tratados ou evitados. “Nosso sistema de prevenção primária é muito falho. As pessoas não se cuidam e não há políticas efetivas para estimular uma vida mais saudável da população, longe desses fatores de risco”, pontua a médica.

Boa parte da gravidade da doença deve-se também ao fato do AVC não demonstrar sintomas graduais. A médica explica que, diferente da crença popular, a doença ataca subitamente e requer tratamento imediato. Ao notar os sintomas da doença, deve-se partir imediatamente para um hospital capacitado.

Somando-se aos fatores de risco descritos pela médica, outros como a idade avançada, a cor negra e histórias de AVC na família também aumentam a chance da doença: “Com o envelhecimento da população, os casos se tornam mais frequentes e também é mais urgente a política de prevenção primária que mitigue os fatores de risco na população”, destaca a neurologista.

Atualmente, o Hospital Brasília é o único hospital da região que possui equipe de neurologistas e neurocirurgiões especializados e altamente capacitados, com um protocolo ativo de atendimento ao AVC.

Principais sintomas do AVC
– Fraqueza em um dos lados do corpo – dificuldade para levantar um dos braços;
– Perda de mobilidade parcial da face, a popular “boca torta”;
– Dificuldade para falar e entender uma frase.

O AVC em números
– A cada segundo uma pessoa é vítima do AVC, independente de idade e sexo;
– A cada 6 pessoas, uma vai ter um AVC ao longo da vida;
-Anualmente, mais de 17 milhões de pessoas sofrem um AVC;
– A cada 5 minutos uma pessoa morre vítima de AVC no Brasil;
– A cada 6 segundos uma pessoa morre vítima de AVC no mundo;
– 90% dos casos de AVC podem ser evitados;
– Cerca de 80% dos pacientes tratados na 1ª hora dos sintomas saem sem sequelas.

Serviço

O quê: Evento DIA MUNDIAL DO AVC – Tema: “AVC tem tratamento”
Quando: 29 e 30 de outubro de 2016
Horário: Das 13 às 18h
Onde: Shopping Pier 21 – Trecho 2 Lote 32 – Asa Sul, Brasília – DF
Realização: Hospital Brasília e Brasília Neuro Clínica
Apoio: Medtronic
Mais informações: www.hospitalbrasilia.com.br / www.brasilianeuroclinica.com

Da Redação | Foto John Download
Sugestões portalaquitem@gmail.com * Pautas aquitemredacao@gmail.com

Anterior OUTUBRO ROSA NO BOULEVARD
Próximo COACHES EXTRAORDINÁRIOS