Filme Paterson


Longa estrelado por Adam Driver com direção de Jim Jarmusch estreia em 20 de abril nos cinemas brasileiros

Paterson é um motorista de ônibus da cidade de Paterson, Nova Jersey — eles têm o mesmo nome. Diariamente, o homem repete uma rotina simples: dirige sua rota, observando a cidade que se revela pela janela e ouvindo fragmentos de conversas que o rodeiam; escreve poesias em um caderno; passeia com o cachorro; para em um bar, bebe uma cerveja e, depois, volta para casa para encontrar a esposa, Laura. Ao contrário do marido, o mundo de Laura está sempre mudando. Ela tem novos sonhos todos os dias. Paterson apoia as ambições dela; ela encoraja o talento dele para a poesia. O filme observa silenciosamente as vitórias e derrotas da vida cotidiana, e a poesia que se evidencia nos pequenos detalhes.

Sobre o ator: Adam Driver de 32 anos coleciona com este papel mais um marco em sua carreira já promissora, da série de TV “Girls” ao papel de vilão no último Star Wars, passando pela comédia independente americana (“Frances Ha” e “Enquanto Somos Jovens”).

Sobre o diretor: O cineasta Jim Jarmusch, de 63 anos, já foi selecionado diversas vezes para o Festival de Cannes, e foi premiado com um Prêmio do Júri em 2005 por “Flores Partidas”.

Sobre a atriz: a franco-iraniana de 28 anos, Golshifteh Farahani, estrelou “M For Mother”, filme escolhido para representar o Irã na categoria de Melhor Filme Estrangeiro no Oscar de 2008. E, também interpretou uma enfermeira em “Rede de Mentiras”, contracenando com Leonardo DiCaprio e dirigida por Ridley Scott.

Destaques da Imprensa Internacional

“Paterson”alcançou duas indicações no Gotham Awards 2016: melhor filme e melhor ator para Adam Driver.
“Paterson está entre os 10 melhores filmes de 2016: um filme alegre sobre amor e sonhos” (Time)
“O melhor desempenho de Adam Driver até agora.” (Indiewire)
“Revelador. Uma declaração silenciosamente profunda sobre a virtude de qualquer vida.” (Revista Slant)
“Mágico … maravilhosamente sereno. Paterson não é apenas uma refrescante mudança de ritmo, é sim uma experiência revivificante” (Los Angeles Times)

Festivais internacionais
* Cannes
*Toronto

Anterior CIRCUITO CERRADO DE RODEIO
Próximo ANIMAIS DO ZOO PASSAM POR EXAMES