MENESCAL E A BOSSA NOVA


O compositor completa 80 anos e recebe homenagens de amigos e admiradores em shows nos CCBBs de Brasília, São Paulo e Rio

Não foi à toa que a música O Barquinho virou símbolo da Bossa Nova: as imagens de luz, paz e beleza representavam a tranquilidade daquela batida suave, a doçura e a sofisticação do movimento que ganhou o mundo. Completando 80 anos em 25 de outubro, o autor dessa canção, Roberto Menescal, segue sereno trabalhando pela música brasileira e recebe, em setembro, as merecidas homenagens dos amigos de todas as gerações.

Com curadoria de Giselle e Solange Kfuri, Menescal é o anfitrião de importantes nomes da música brasileira interpretando sucessos da bossa clássica, instrumental, suas influências (jazz e samba) e da nova bossa com arranjos contemporâneos, em shows nos Centros Culturais Banco do Brasil de Brasília (7 a 10 de setembro), São Paulo (21 a 24 de setembro) e Rio (19 a 21 de outubro).

Violonista, guitarrista, compositor de clássicos da MPB como Rio, Você e Bye, Bye Brasil, o capixaba começou cedo na música – embora formado em Arquitetura, foi deslizando nas seis cordas do violão que abriu uma janela – panorâmica – na música brasileira – bem sucedido como músico, compositor de mais de 400 canções, sozinho ou em parcerias históricas com Carlinhos Lyra, Ronaldo Bôscoli, Aldir Blanc, Chico Buarque, João Donato e tantos mais; professor de muitos outros músicos (entre os quais Marcos Valle) e diretor musical/artístico e descobridor de talentos da gravadora Polygram e de diversos selos. Menescal continua, incessantemente, aberto a ouvir, descobrir e ajudar a divulgar as novas gerações.

Formações em homenagem

Os shows de setembro e outubro apresentam sete formações – cerca de 130 arranjos novos, como ressalta o homenageado. Marcos Valle estará em Brasília (com Cris Delanno e Fernanda Takai), Brasília, São Paulo e Rio (com Fernanda Takai, do Pato Fu, que gravou um disco em homenagem a Nara Leão, uma das mais importantes figuras da trajetória pessoal e profissional de Menescal). Ainda em Brasília, uma das noites traz as cantoras locais Cely Curado, Márcia Tauil, Nathalia Lima e Sandra Duailibe, que lançaram o disco Elas cantam Menescal (2012).

Ivan Lins e Leila Pinheiro, expoentes da geração pós-bossa, completam o timaço de craques e se apresentam em Brasília e São Paulo. Somente em São Paulo, uma noite traz Simoninha e a apresentadora Sabrina Parlatore, atuando como cantora. Outra traz Leo Gandelman, Lula Galvão e Cris Delanno. A formação exclusiva do Rio tem Zélia Duncan, Danilo Caymmi e Wanda Sá em tributo ao mestre.

CCBB BRASILIA

7 de setembro: 20h – Menescal convida Fernanda Takai e Marcos Valle
8 de setembro: 20h – Menescal convida Marcos Valle e Cris Delanno
9 de setembro: 20h – Menescal convida Cely Curado, Marcia Tauil, Nathalia Lima e Sandra Duailibe
10 de setembro: 20h – Menescal convida Ivan Lins e Leila Pinheiro

→ Marcos Valle, ex aluno e companheiro de estrada de Menescal, faz uma viagem ao início da bossa nova em repertório que inclui composições de outros autores, como Carlos Lyra. Fernanda Takai coloca sua voz delicada a serviço do gênero que homenageou com o disco Pela luz dos olhos seus, uma celebração de Nara Leão.

→ Roberto Menescal e Marcos Valle, décadas de amizade e colaboração, apresentam clássicos dos anos 1960, tempo de descobertas da Bossa, e os resultados de uma renovação amorosa do gênero. Cris Delanno, que também é a voz do BossaCucaNova, está presente na vida de Menescal desde 1991, apresentada ao mestre por Lula Freire.

→ No dia seguinte, Roberto Menescal e Cely Curado e Nathalia Lima (brasilienses), e a mineira Márcia Tauil e a maranhense Sandra Duailibe revisitam o disco que as moças lançaram em 2012, “Elas cantam Menescal” – que inclui quatro inéditas que elas receberam de presente na época.

→ Dia 10, Ivan Lins e Leila Pinheiro se reúnem para lembrar inclusive os inicios de carreira que Menescal presenciou e ajudou a disparar. Em 1970, Menescal dirigiu a gravação de Elis Regina para Madalena. E Leila teve o dedo do amigo Bênção Bossa Nova (de 1989).

Ingressos para os shows em Brasília

A sessão do dia 7 de setembro é uma pré-estreia exclusiva para clientes BB.

Vendas

1° lote, de 26 a 31/08 – exclusiva para clientes BB Estilo e BB Private, mediante compra com cartões Ourocard*.
*Ourocard Elo Nanquim e Nanquim Estilo, Ourocard Visa Infinite e Infinite Estilo, Ourocard Mastercard Black e Black Estilo, Ourocard Elo Grafite Estilo, Ourocard Visa Platinum Estilo, Ourocard Mastercard Platinum Estilo e Ourocard Amex Platinum Estilo
2° lote, de 1º a 07/09 – exclusiva para clientes BB, mediante compra com cartões Ourocard.
Todos com o valor de meia entrada, a R$ 10,00

Já sessões de 08 a 10 de setembro terão venda aberta ao público, no período de 26 a 10/09, com ingressos no valor de R$ 20 e R$ 10 (meia entrada).

Os ingressos para todos os shows podem ser adquiridos através do site upingressos.com.br ou na bilheteria do Centro Cultural Banco do Brasil, aberta de terça a domingo, das 9h às 21h.

Duração: 60 minutos
Classificação indicativa: 12 anos
Endereço: SCES, Trecho 02, lote 22
Informações: (61) 3108-7600 ou ccbbdf@bb.com.br

Anterior DISCOLADA NO UK MUSIC HALL
Próximo EXPOSIÇÃO DARLAN ROSA 70 ANOS