OPERAÇÃO CENTRO LEGAL


Fiscais apreenderam mercadorias de três ambulantes na operação Centro Legal no Setor Comercial Sul e na Rodoviária do Plano Piloto. Óculos, frutas e refrigerantes foram levados para o depósito da agência no SIA

Três lotes de mercadoria ilegal foram apreendidos pela Agência de Fiscalização (Agefis) durante ação. Integrante da operação Centro Legal, a vistoria ocorreu no Setor Comercial Sul (SCS) e na Rodoviária do Plano Piloto e contou com o apoio da Polícia Militar do Distrito Federal e da Casa Militar.

No SCS, uma estrutura de madeira para barraca de vendas foi confiscada. O material estava preso a uma lixeira e ninguém se identificou como dono do mesmo. Assim que a equipe chegava ao local era possível ver movimentação suspeita, quando algumas pessoas desmontavam rapidamente os estandes improvisados e saíam rapidamente. De acordo com os auditores fiscais, o trabalho não é somente apreender e multar, mas coibir o comércio irregular e mostrar que a fiscalização é contínua.

Já na Rodoviária do Plano Piloto, óculos, frutas, guloseimas, águas e refrigerantes foram apreendidos. Na tentativa de fuga, os ambulantes colocavam em risco a própria vida e a de outras pessoas. Além de passar sem a menor atenção entre os carros, inclusive com o sinal aberto, eles quase atingiam os pedestres com carrinhos de mão e sacolas cheias.

Um dos responsáveis pelo apoio, o tenente da PM Isaildo Bellino, ressalta que o patrulhamento nesses locais é constante: “Não combatemos apenas o comércio de mercadorias, mas o de drogas e o e armas, que geralmente estão atrelados à venda de produtos irregulares”. A Agefis participou da ação com seis auditores fiscais, enquanto a PM mobilizou cerca de 30 militares, além de dois sargentos destacados pela Casa Militar.

Revitalização

A operação Centro Legal tem ações permanentes, desde 11 de janeiro, com o objetivo de revitalizar a região central de Brasília e coibir o transporte irregular de passageiros, a prostituição, o tráfico e o uso de drogas e outros crimes e contravenções praticados na área. De 1º de dezembro a 3 de janeiro, a fiscalização intensiva na Rodoviária do Plano Piloto recebeu o nome de Natal Legal. Mercadorias apreendidas são levadas para o depósito da Agefis, no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA).

Da Redação | Foto Divulgação
Sugestões portalaquitem@gmail.com

Anterior BRASÍLIA SHOW GASTRONOMIA
Próximo CONSÓRCIO OPÇÃO PARA 0 KM