FIDELIO (ÓPERA DE BEETHOVEN)


Montagem brasilense traz apresentação inédita de ópera Fidelio do mestre alemão, que será encenada na íntegra pela primeira vez na cidade

Brasília se consolida cada vez mais como um cenário fértil e produtivo no mundo da ópera. Desta vez a cidade ganhade presente a montagem completa e inéditade Fidelio, a única peça do gênero composta pelo grande mestre Beethoven e que ficará em cartaz de 26 a 30 de julho, no teatro da Escola de Música de Brasília. A regência ficará a cargo do maestro Artur Soares, que vai comandar a Orquestra e Coro da Capital Philharmonia composta por mais de 60 músicos. O evento tem preços populares e dedicará uma sessão gratuita para alunos das redes pública e privada do Distrito Federal.

Considerado um expert nessa ópera, Artur tinha o sonho de reger Fidelio há 15 anose que agora se torna realidade. “Essa montagem vai cobrir uma lacuna no repertório operístico em Brasília. Beethoven levou 10 anos para finalizar essa obra e chegou a afirmar que de todos os filhos esse tinha sido o que teve o parto mais difícil e, talvez, por isso fosse o mais querido”, afirma o maestro.

Fidelio contará ainda com a participação de convidados especiais e nomes importantes do canto lírico nacional como Lício Bruno do Rio de Janeiro, Carlos Eduardo Marcos e Alan Farias de São Paulo,e Marília Oliveira de Santa Catarina. Entre os profissionais de Brasília com papel de destaque no palco estão Janette Dornellas e Érika Kallina que se revezarão no papel principal de Leonore. A ópera será apresentada em sua língua original, o alemão, com projeção simultânea de legendas em português.

A direção de cena e de arte é de Hyandra Ello que também assina a cenografia do espetáculo ao lado de Hugo Lemos, dois nomes de destaque do métier das artes cênicase da ópera brasiliense. Para criar o cenário dessa ópera, eles foram buscar inspiração no trabalho doartista plástico holandês Maurits Cornelis Escher, que é conhecido por suas xilografuras que exploram o infinito, metamorfoses e ilusão de ótica.Ello e Lemos estão associando à obra deEscher com uma técnica de treinamento de ator chamada viewpoints provocando relações com a arquitetura, topografia, relaçãoespecial, forma e gesto. Fidelio terá ainda inserts de vídeo captados cinematograficamente para dar a sensação de ilusão de ótica.

Hyandra também está envolvida na concepção do figurino, trabalhando em conjunto com Camila Soares. As roupas remetem aos anos 60 – período em que Escher ainda era vivo – e quando as mulheres ocidentais lutavam pela igualdade de direitos.O tom políticotambém contagia a fala do diretor Hugo Lemos. Ele afirma que montar Fidelio na atual conjuntura é um ato de resistência do segmento operístico nacional. “Em um momento delicado para o cenário cultural nacional, com cortes e fechamentos de orquestras, casas de óperas e outros diversos corpos artísticos, essa montagem, que conta com o patrocínio do FAC (Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal) é, na prática, um ato de perseverança e amor à arte, da mesma forma que é o enredo e a história da composição da ópera”, explica o diretor.

Quanto a programação da ópera, no dia 25 de julho acontece uma apresentação especial para alunos de ensino médio de escolas públicas e particulares do DF. As instituições interessadas devem enviar e-mail para contato@toibrasilia.com.br para maiores informações. Já nos dias 26, 27, 29 e 30, as sessões estão marcadas para começar sempre às 19 horas. Os ingressos estão sendo vendidos a preços populares de R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia – entrada)pela internet e no local nos dias de apresentação.

Serviço

Fidelio (Ópera de Beethoven)
Teatro da Escola de Música de Brasília
Quadra 602 – Módulo D, Av. L2/Sul, Brasília/DF
Dias 26, 27, 29 e 30 de julho de 2017 – sempre às 19:00
Ingressos R$ 20,00 inteira, R$ 10,00 meia-entrada
Os ingressos também estão disponíveis para venda pelo site www.toibrasilia.com.br/bilheteria a partir do dia 10 de julho de 2017.

Ficha técnica

Regência e Direção musical: Maestro Artur Soares
Concepção do espetáculo: Hyandra Ello e Hugo Lemos
Direção Artística e de Cena: Hyandra Ello
Direção de Produção e Cenografia: Hugo Lemos
Design de Luz: James Fensterseifer
Figurino: Camila Soares

Elenco

Leonora – Érika Kallina e Janette Dornellas
Rocco – Carlos Eduardo Marcos
Don Pizarro – Lício Bruno
Florestan – Alan Faria
Marzelline – Marília Oliveira
Jaquino – Rafael Ribeiro
Don Fernando – Gustavo Rocha
Orquestra e Coro da Capital Philharmonia

Anterior HOMENAGEM AOS BEATLES
Próximo EMPREENDEDORISMO SOCIAL