Flamengo empata com Santa Fé pela Libertadores, fora de casa


Em jogo truncado, equipes não saem do zero, e Mengão volta com um ponto da Colômbia

Flamengo e Santa Fé se enfrentaram pela segunda vez na história e, pela segunda vez, não saíram do empate. Desta vez, jogando na fria Bogotá, as equipes tiveram poucas oportunidades no jogo válido pela quarta rodada do grupo 4 da Conmebol Libertadores, e a partida acabou mesmo no 0x0, no El Campín. Com o resultado, o Mais Querido vai a seis pontos, se mantendo na liderança, enquanto os colombianos chegam a quatro. River Plate e Emelec jogam nesta quinta-feira, em Buenos Aires.

O jogo foi equilibrado, mas um lance no último minuto poderia ter mudado tudo. Geuvânio partia livre para marcar o gol da vitória, mas a arbitragem encerrou a partida antes do chute, provocando reação dos jogadores rubro-negros. Era o lance para contabilizar três pontos, porém o time voltou com apenas um na bagagem.

O primeiro tempo foi equilibrado. Flamengo e Santa Fé tiveram boas oportunidades, mas não conseguiram abrir o marcador. As melhores opções do Mais Querido saiam dos pés de Diego e de Vinicius Junior, mas pecando no toque final para Dourado. Os colombianos contra-atacavam com Morelo e nas bolas aéreas. Em jogadas individuais, Paquetá e Vinicius tentavam também, mas o ataque não funcionou bem na primeira etapa. Na melhor chance, a dupla tabelou e Vinicius entrou na área para dar o chute fatal, mas foi travado no último momento e a bola saiu.

Os donos da casa voltaram melhores para a etapa final. Os dez minutos iniciais foram uma blitz colombiana, bem suportada pela defesa rubro-negra. Com o passar do tempo, o Flamengo foi colocando a bola no chão e assumindo mais a partida. A primeira boa chance foi aos 24. Paquetá recebeu de Diego e girou rápido para Arão, que chutou da entrada da área, mas a bola subiu demais.

Mauricio Barbieri trocou Henrique Dourado por Geuvânio, colocando Lucas Paquetá como centroavante. Aos 33, Diego partiu com a bola pelo meio e arriscou, mas Zapata defendeu bem o chute.

Mas no último lance do jogo, a polêmica em um lance muito controverso. Aos 50 minutos, Geuvânio roubou a bola da zaga rival e ficou cara a cara com o goleiro, mas o árbitro Daniel Fedorczuk, do Uruguai, acabou a partida antes do chute, com o atacante livre na frente do gol. E terminou tudo igual.

Agora, o Flamengo volta suas atenções para o Campeonato Brasileiro. No domingo, o Rubro-Negro enfrentará o Ceará no Castelão, às 16h, pela terceira rodada. Pela Libertadores, o time volta a campo no dia 16/05, no Maracanã, contra o Emelec.

Anterior Palmeiras bate Boca no La Bombonera e garante classificação
Próximo Veja o que abre e o que fecha no feriado do Dia do Trabalho