NOVA TRILHA NO PARQUE NACIONAL


Parque Nacional de Brasília inaugura trilha de 45 km. Novo atrativo liga o circuito de trilhas da Floresta Nacional de Brasília e da Área de Proteção Ambiental do Planalto Central, totalizando aproximadamente 136 Km

Será inaugurada neste domingo (3) a “Trilha União Parque Nacional de Brasília”. Com extensão de 45 km o trajeto é voltado tanto para os amantes de bike quanto para quem curte uma boa caminhada. A travessia liga o circuito de trilhas da Floresta Nacional de Brasília (44 Km) e o circuito da Serrinha do Paranoá (aproximadamente 47 km), localizado na Área de Proteção Ambiental (APA) do Planalto Central, totalizando aproximadamente 136 Km de trilhas contínuas e sinalizadas, tornando este o maior circuito para mountain bike do Brasil.

O novo atrativo integra quatro UCs: Flona de Brasília, APAs do Planalto Central e do Rio Descoberto e Reserva Biológica (Rebio) da Contagem. Essa será uma ferramenta de integração ambiental, social, de conservação e contemplação da natureza.

O percurso também é parte integrante do projeto de implementação do “Caminho dos Goyazes/Trilha Missão Cruls”, com aproximadamente 600 km de extensão, que irá ligar a cidade de Cavalcante a Goiás Velho (GO), por meio da parceria entre o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Estado de Goiás e municípios e da sociedade civil.

A ideia de implementar uma trilha em volta do parque surgiu a partir de um processo de interlocução entre o ICMBio e o Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER/DF), frente à necessidade de adoção de medidas de proteção à fauna ao longo da rodovia DF-001.

Foram confeccionadas placas de sinalização e materiais educativos sobre a importância das unidades de conservação. Além disso, foi estabelecida a redução da velocidade da via para 60 km/h, instalação de dispositivos redutores de velocidade entre outras medidas.

A implementação da trilha surgiu a partir da realização de uma série de eventos de capacitação promovidos pelo ICMBio, realizados na Floresta Nacional de Brasília e nos EUA, em parceria com o Serviço Florestal Americano..

Além das UCs e do DER/DF, participaram do projeto a Coordenação Geral de Uso Público e Negócios do ICMBio, com forte apoio e engajamento dos voluntários do Instituto, que atuaram no processo desde a etapa de planejamento até as etapas de monitoramento e manutenção.

Anterior
Próximo FLAMENGO ESTÁ NA FINAL